Cada vez que você compra um filhote, morre um animal na carrocinha ou num abrigo.



quinta-feira, 12 de novembro de 2009

Lixo recolhido



A minha rua não tem saída, ela termina onde começa a vila Pinto então, o pessoal da vila junta seus saquinhos no final da rua onde o caminhão do lixo passa todas as segundas, quartas e sextas pela manhã. Na noite anterior começa a se formar o monte de lixo para ser recolhido na manhã seguinte. Eis que, nesta terça-feira de noite, jogaram algo diferente no amontoado de lixo: duas cadelinhas! Uma pretinha e uma caramelada! Quando fiquei sabendo, lá por 22h30, recolhi esses "dois lixinhos", coloquei numa caixinha com bolsa de água quente, pois elas estavam geladinhas e dei leite. A caramelada tomou bem e sozinha, mas a pretinha, que gemia muito, mal tomou o que coloquei "goela abaixo" com uma seringa. Ela tava muito ruinzinha e não resisitiu, morrendo durante a noite.
A caramelada tomou vermífugo ontem e hoje coloquei Front-line para acabar com as pulgas. Ela tá muito bem, brincando e atacando nossos pés, mas está de "quarentena", pois apresenta diarréia e não sei de quê morreu a maninha dela.
Não é a primeira vez que recolho lixo-vivo desta lixeira. Há alguns anos atrás, recolhi 2 gatinhos, a Pipa e o Peteca. Coloquei o nome do Peteca de peteca porque quando o encontrei, os cachorros estavam jogando peteca com ele. Por sorte, eram cães novinhos, que não chegaram a machucá-lo. A Pipa ainda estava no lixo esperando o caminhão... bem quietinha!
E assim caminha a humanidade...

3 comentários:

Marilia disse...

Que coisa! Depois ainda dizem que são seres racionais, :(.

Daniela disse...

ela está para doação? qual o tamanho? estou procurando por uma cadelinha para ter em apartamento!

Daniela disse...

ah, por favor responder para damdomingues@gmail.com